Descender: Estrelas De Lata – Jeff Lemire e Dustin Nguyen

Sinopse Oficial: A parceria entre os conceituados Jeff Lemire e Dustin Nguyen, dois dos nomes mais célebres dos quadrinhos, resultou em uma graphic novel incomparável, uma odisseia cósmica eletrizante e soturna que trata de temas complexos, como intolerância, medo, política e a relação muitas vezes conflituosa entre humanos e tecnologia.

O primeiro volume, Descender: Estrelas de lata, reúne os fascículos 1 a 6 da série e nos apresenta a uma realidade desconcertante: robôs gigantes conhecidos como Ceifadores invadiram a galáxia e destruíram planetas e civilizações inteiras, criando nos que restaram uma aversão às máquinas. Desde então, foram implementadas políticas de perseguição e extermínio de robôs. Essa caça implacável põe em risco a vida de Tim-21, um jovem andróide de aparência humana que passou uma década num sono profundo, mas que pode conter em seu código vestígios dos assassinos do passado, o que faz dele o ser mais procurado do universo. Por isso, só resta a Tim-21 fugir. Ao lado dos amigos Bandit e Perfurador, ele percorre planetas e galáxias, desviando de inimagináveis perigos com um único objetivo: sobreviver.


Com uma típica ficção científica ambientada no futuro, em que a exploração espacial é rotineira e androides altamente inteligentes (praticamente humanos) são uma realidade, Descender apresenta um mundo lindo, brilhante e cheio daquela clareza comum da ambiência futurística. Mas um tom soturno reverbera pelas apresentações objetivas (ainda que um pouco didáticas) desse universo.

Faz lembrar o filme de Steven Spielberg A.I. – Inteligência Artificial (2001), ainda que se pareça mais ao rumo original do projeto, que fora concebido por Stanley Kubrick, e com a promessa de continuidade à série, as possibilidades de explorar todas as nuances e sutilezas do tema.

A vida artificial inteligente, que em si própria parece um oximoro, levanta ainda muitas outras questões sobre a noção humana (e por que não de uma noção paradoxal sobre humana) quase divina de criar vida a partir de meros circuitos, placas e linhas de programação, como Deus fez a partir do barro.

E nas mãos do fantástico Jeff Lemire, com seu excelente histórico, a abordagem a essa condição humana ganha um tom mais intimista.

Em contraponto, vem Nguyen com panorâmicas grandiosas, um espaço sem fim (ainda que pareça mais e mais servir para explorar a solidão de seus atores, quase sempre sós em enormes ambientes), o artista faz seu melhor trabalho até o momento, e promete trazer cada vez mais nas edições seguintes.

Dos vencedores do Eisner Awards, este épico arrebatador e comovente, de cores intensas e vibrantes (realmente um dos pontos fortes da série), narra a trajetória de humanos e máquinas, que ficam frente a frente em uma guerra que traz uma única certeza: não haverá vencedores.

Em sua primeira empreitada pela Image, Jeff Lemire estreia com uma belíssima edição, brilhantemente ilustrada por Dustin Nguyen.

Uma história tão impactante que, antes mesmo de ser publicada nos Estados Unidos, teve os direitos de adaptação para o cinema adquiridos pela Sony Pictures.

Jeff Lemire (nascido em Essex, 21 de março de 1976) é o criador das séries Condado de Essex e Sweet Tooth (selo Vertigo). Em 2012, foi indicado ao Eisner Award de “Melhor Escritor” por seu trabalho em Sweet Tooth e nas séries Animal Man e Frankenstein, publicadas pela DC Comics. Também participou de Jovens Titãs: Terra Um e Os Novos 52.

Na Marvel Comics foi responsável por títulos como Cavaleiro da Lua, Extraordinários X-Men, Velho Logan e Gavião Arqueiro.

Já pela Image Comics, criou o universo de Descender com Dustin Nguyen.

Pelo selo Dark Horse, veio a criar o mundo de Black Hammer, como já dito, aclamado e ganhador de um prêmio Eisner, além de vários outros títulos ainda inéditos no Brasil.

Lemire por fim ganhou um prêmio Eisner pela Melhor Nova Série em 2017 por seu trabalho em Black Hammer, que também está sendo publicado no Brasil pela Editora Intrínseca (3 volumes até o momento) e que em breve terá um artigo aqui no Fanzine!

Enfim, Jeff Lemire é uma máquina de escrever e ilustrar. Há quem diga que produz muita coisa e nem tudo é tão grandioso assim, porém o material que chega a nosso mercado merece destaque. Por exemplo, O Soldador Subaquático (que já comentamos AQUI), O Apanhador de Sapos (ainda em nossa fila de leitura), O Ninguém, pelo selo Pìpoca e Nanquim (também falamos dele AQUI)

Link para compra: https://www.amazon.com.br/Descender-Estrelas-Lata-Jeff-Lemire/dp/8551005782

Fontes: Universo HQ, Amazon e Wiki.

Capa comum: 144 páginas
Editora: Intrínseca;
Edição: 1 (8 de novembro de 2019)
Dimensões do produto: 25,8 x 16,8 x 0,2 cm – Formato Americano



Fabio Camatari Escrito por:

Dinheiro não traz felicidade... mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!