Loading

Sinopse: Superman – Entre a Foice e o Martelo, de Mark Millar e Dave Johnson, mostra uma realidade alternativa onde o foguete do último sobrevivente de Krypton caiu na Rússia comunista – e Superman torna-se o herói do socialismo.

A edição faz parte do selo Elseworlds da DC Comics (ou Túnel do Tempo, como era conhecido no Brasil, nos tempos de Editora Abril), e traz histórias em realidades alternativas, sem conexão com a cronologia regular dos personagens. A obra foi lançada originalmente nos Estados Unidos em 2003, como Superman – Red Son (Filho Vermelho, em português). No Brasil, foi publicada em 2004 (minissérie) e 2006 (encadernado de capa cartonada), pela própria Panini, e se encontrava esgotado deste então.

Depois de uma enquete com os leitores, a obra mais votada para ter seu relançamento foi justamente “Entre a foice o martelo”.

Capa

A história se passa na Terra 30, onde a nave de Kripton trazendo o bebê Kal-El cai, desta vez não no Kansas (EUA), mas na Ucrânia (na época, integrante da União Soviética). E como seria o desenvolvimento do último filho de Kripton sob os olhares de Stálin? Como ficaria o mundo pós Segunda Guerra, tendo a URSS a “principal arma de destruição em massa”?

Millar faz um belo exercício narrativo aqui, praticamente espelhando os principais acontecimentos da vida do Super-Homem ao longo dos anos, seu antagonismo com Lex Luthor e o dilema recorrente: como seria o mundo se o Super resolvesse tomar as rédeas?

Prepare-se para não lagar essa edição. Com ótimo tratamento gráfico, este volume traz além da minissérie completa, um apêndice com estudos dos personagens (Batman, Mulher Maravilha, Luthor, Lanterna Verde…).

Item obrigatório em qualquer coleção. Tenha a sua!

<p>Dinheiro não traz felicidade… mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!</p>

Top