Loading

Leitores do Zine Acesso, com muita satisfação tenho a oportunidade de trazer um personagem ímpar na história da Marvel Comics: ROM, o Cavaleiro do Espaço.

Se fosse idealizado hoje, com certeza seria ícone da cultura nerd, devido sua origem “comercial”.
Em tempos onde personagens de quadrinhos e brinquedos ganham vida nas telonas dos cinemas, ROM fez um caminho interessante já em 1979.

A Origem

Rom - O Cavaleiro do EspaçoO Cavaleiro do Espaço nasceu como brinquedo, Action Figure, pelas mãos de Bing McCoy originalmente chamado COBOL (a linguagem de programação), logo passou a se chamar “Rom” (ROM, famosa Read-Only Memory) pela empresa Parker Brothers (hoje do grupo Hasbro). Foi um boneco Falcon que não deu muito certo e as vendas não foram satisfatórias. Então veio a jogada de marketing: transformá-lo em personagem de quadrinhos por mãos habilidosas e conceituadas, como Bill Mantlo e Sal Buscema. Bingo! A série de quadrinhos rendeu 75 edições e 4 especiais, fora as participações (crossovers) com praticamente todos personagens Marvel da época.

A Saga

Rom - O Cavaleiro do EspaçoA história de Rom começa num planeta distante, Galador, onde os seus habitantes (humanóides como nós) depois de serem alvos de um feroz ataque feroz por parte da raça alienígena maligna conhecida como Espectros (Wraith no original, com poderes de transmorfos e místicos), formaram uma força de elite chamada Cavaleiros do Espaço (Spaceknights). Os Cavaleiros do Espaço eram ciborgues, cada um deles com um poder ou arma específica.

Os habitantes do planeta tinham uma cultura onde a humanidade era considerada sagrada e abdicar da mesma, mesmo que fosse para proteger o seu planeta, tornava-se algo de inconcebível, sendo raros os voluntários para esta força de elite. ROM avançou, sendo o primeiro dos jovens a sujeitar-se a este tratamento atraindo com isso mais jovens para o exército de Cavaleiros do Espaço.

Quando os Espectros decidiram atacar o planeta, os mesmos foram derrotados pelo grupo liderado por ROM que, não contente com a vitória, decide perseguir os seus inimigos até o seu planeta de origem. Lá uma das raças dos Espectros usa feitiçaria para atrasar o herói e permitir que os mesmos fujam pelo universo fora. Voltando a Galador, ROM convence os restantes Cavaleiros do Espaço a embarcar numa perseguição à raça dos Espectros por todo o universo.

Dois séculos de lutas depois, o Sensor de Rom localizou uma grande colônia de Espectros na Terra, onde as criaturas haviam assumido a forma de humanos e se infiltrados em postos-chave por todo o planeta. Chegando a Terra, Rom passou a eliminar sistematicamente os malignos feiticeiros espaciais.

Rom - O Cavaleiro do EspaçoPorém, seus atos foram durante muitos anos confundios com assassinato de pessoas inocentes, e sua aparência robótica provocava medo e desconfiança. Por isso, era constantemente perseguido pelas autoridades terrestres e os super-heróis, que o consideravam um “invasor alienígena”. Durante muito tempo, seus únicos aliados foram os jovens Steve Jackson e Brandy Clarck, que acabou se apaixonando pelo nobre Cavaleiro Espacial, embora seu amor nunca pudesse voltar a ser um homem real.

Finalmente, Rom convenceu os heróis da Terra da ameaça representada pelos invasores espectros e, em uma grande batalha final, baniu os últimos transmorfos para o Limbo, retornando em seguida para Gálador na esperança de ter sua forma humana restaurada.

Descatacam duas passagens na vida do personagem: o período quando Rick Jones (eterno parceiro de herói) faz dupla com o Cavaleiro e o principal, quando o Tempestade (Ororo Munroe) tem seus poderes climáticos neutralizados pela arma de ROM. Este fato desencadeou uma das melhores fases da mutante dos X-Men.

Armas e Habilidades

Armadura galadoriana – pressurizada, pode manter o usuário em situação agradável no espaço, no fundo do mar ou no centro de um vulcão ativo. É feita de aço galadoriano que nem o adamantium se provou capaz de causar grandes danos, isso fornece uma grande proteção ao usuário. O elmo da mesma fornece visão infravermelha. Exoesqueleto que aumenta a força.
Neutralizador – a arma principal de Rom, possui três formas distintas evocadas pelo usuário quando nescessário. Nesta forma dispara rajadas escarlates em cone ou raio que neutralizam qualquer forma de radiação (permanente), habilidade mutante (temporariamente), doenças (permanente), magias (as dissipa, mas não impede que sejam relançadas).
Analizador – a segunda forma de sua arma – um feixe de luz escarlate em forma de cone analisa o alvo completamente descobrindo sua verdadeira forma caso esteja transformado em outra coisa, detecta doenças, radiação, magia.
Erradicador – a terceira forma de sua arma – um feixe de luz escarlate em forma de raio ou cone chato que pode banir para o limbo ou desintegrar o alvo, a escolha do usuário.
Vôo – jatos fundidos as costas da armadura.

Principais Inimigos:
Espectros da Nebulosa Negra
Asas da Morte
Flamejante
Híbrido (Nota: o veremos novamente na sequência de Guerra Civil)

Onde Ler:

Rom - O Cavaleiro do EspaçoNo Brasil, a Abril Jovem aproveitou o trabalho que vinha publicando da dupla Mantlo/Buscema na revista do Incrível Hulk para colocar a saga do Rom no mix da revista. Estava criado mais um clássico no Brasil, já que os fãs abraçaram as aventuras e a mesma se tornou um sucesso até o seu culminar numa das grandes apostas da editora brasileira, a revista Superalmanaque Marvel, que teve logo no seu #1 o fim desta saga.

ROM pode ser visto em Terra X, mini série futurista da Marvel. Também poderemos saber mais de ROM nos eventos paralelos que se desenrolaram após a saga Aniquilação, publicada recentemente.

Ficha Técnica:
Editora: Marvel Comics com permissão da Parker Brothers
Primeira aparição: Rom #1 (Dezembro 1979) – EUA
Criadores: Bing McCoy (boneco) e Bill Mantlo (quadrinhos)

Este post faz parte do Carnaval dos Quadrinhos das Quartas #8

<p>Dinheiro não traz felicidade… mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!</p>

Top