Loading

#mimimi geral com a nova produção de José “Tropa de Elite” Padilha!
O Diretor do remake de ROCOBOP, o Policial do Futuro recebeu as mais diversas críticas do circuito de cinema, pois trata de um ícone pop oitentista.

Imediatamente antes de sair para assistir o novo ROBOCOP no cinema, revi o original do cineasta holandês Paul Verhoeven (que oportunamente foi reexibido no sábado da estreia do novo filme, valeu TC Cult!) e digo que foi uma experiência interessante.

Eu possuía apenas as memórias da época do lançamento do filme em VHS e de uma outra vez que o original passou na Sessão da Tarde, isto é, dentro da regra dos quinze anos.

Conclusão é que temos dois filmes bem diferentes, com respeito a alguns pontos chave do cânone original e adaptações (ou atualizações, digamos) que não justificam a polêmica que gira ao redor do tema. Todos elementos principais estão lá: a crítica política, o poder da manipulação da mídia, o corporativismo, o papel da polícia e a ética científica. A brincadeira com a substituição do aspecto metálico por preto é justificável. tire seu ódio do coração e aguarde o final do filme!

O filme é muito oportuno se analisarmos o cenário de 2013 e 2014 no Brasil e também nos EUA: as discussões sobre a ação da mídia e da polícia durante a onda de protestos, a ética sobre o vigilantismo de informações que veio a tona expondo o governo norte-americano, uso de drones e do sigilo das informações na web.

Sobre as comparações com Tropa de Elite, é possível ver os acertos e erros do Capitão Nascimento, os planos de câmera e tomadas característicos e a “robotização” da polícia, no caso, o BOPE.

Certamente o público norte-americano não aceitará tão bem um brasileiro à frente de um dos seus personagens queridos, mas o histórico do Padilha vai fazer o filme bombar no Brasil.

Ainda sobre o filme original, hoje a censura seria pelo menos 16, se não, 18 anos. A violência mostrada em 1987 não seria comportada hoje em dia. Sessão da Tarde? Não mesmo. Já o remake possui classificação de 14 anos, tranquila.

Vá assistir, não perca!

“DEAD OR ALIVE, YOU COME WITH ME!”

RoboCop
EUA , 2014 – 117 minutos
Ação / Policial
Direção: José Padilha
Roteiro: Joshua Zetumer
Elenco: Joel Kinnaman, Gary Oldman, Michael Keaton, Abbie Cornish, Samuel L. Jackson, Jackie Earle Haley, Michael K. Williams, Jennifer Ehle, Jay Baruchel, Marianne Jean-Baptiste, John Paul Ruttan

Nossa avaliação:
( _ ) Ruim pacas, devolva meu dinheiro!
( _ ) Regular, devia ter esperado sair na TV…
( X ) Bom, cumpriu o prometido sem pisar no tomate!
( _ ) Muito bom mesmo, valeu o ingresso!
( _ ) Modafoca!

<p>Dinheiro não traz felicidade… mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!</p>

Top