Loading

Injustiça social pós apocalíptica. Um trem movido a uma energia duradoura, aparentemente sem destino certo, apenas seguindo em frente. Esse é o plot simplista de O Perfuraneve, considerada uma das melhores HQ’s de ficção científica, onde a trama se passa na terrível e eterna Era do Gelo, onde a sobrevivência humana parece impossível. Porém, cruzando as infinitas terras devastadas, o último bastião da humanidade segue, imparável, sobre os trilhos: o Perfuraneve. Esse trem fantástico, de tecnologia revolucionária, é capaz de cruzar a Terra eternamente em moto-contínuo, abrigando os últimos representantes da espécie humana. O que seria a salvação do homem, no entanto, torna-se com o tempo uma cruel reprodução dos bons e velhos mecanismos que levaram o planeta à destruição, incluindo a rígida estratificação social, a opressão política como forma de dominação, o embuste religioso e a consequente alienação.

01-1

Particularmente falando, a obra em si realmente trata de um tema genuinamente sci-fi, com grandes autores e arte competente. Mesclar um mundo pós apocalíptico e crítica social profunda em uma mídia como os quadrinhos, é digno de nota e louvores. A única coisa que incomodou foi a adaptação. O texto por muitas vezes me pareceu desconectado entre quadrinhos, atrapalhando um pouco o andamento. confesso que não se algo se perder na tradução ou na edição, mas tive esta impressão, que me tirou um pouco do ambiente que tão bem nos foi proposto.

A HQ funciona como um verdadeiro tubo de ensaio em que os autores analisam toda a humanidade, testando suas capacidades de organização, justiça e relacionamento, e a passagem do protagonista, vagão por vagão, é uma pintura fiel da sociedade estratificada. Com um enredo instigante e violento, repleto de ação e escárnio, O Perfuraneve é fundamental para quem aprecia grandes histórias. Em 2013, a obra foi adaptada para o cinema com o título de O Expresso de Amanhã, dirigido por Joon-ho Bong e estrelado por Tilda Swinton (O Grande Hotel Budapeste, O Curioso Caso de Benjamin Button), Chris Evans (Capitão América, Os Vingadores), John Hurt (V de Vingança, O Homem Elefante), Song Kangho e Ed Harris (O Show de Truman, Apollo 13).

o-perfuraneve-1

Capa comum, com 280 páginas
Editora: Aleph; Edição: 1ª (23 de março de 2015)
Idioma: Português
Dimensões: 29 x 21 x 2,2 cm

<p>Dinheiro não traz felicidade… mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!</p>

Top