Loading

Mês de Abril de 2014, período de Quaresma (para os Católicos), eis que é lançado no Brasil, Noé (Noah), filme estrelado pelo ex-Gladiador Russell Crowe e dirigido pelo ateu Darren Aronofsky

E como é que dará certo a mistura de um ator acostumado ao cenário épico e com diretor judeu que hoje se diz ateu, contando uma história conhecidamente religiosa?

As imensas e inesperadas filas nos cinemas brasileiros mostram que deu certo. Seções esgotadas horas antes, boca-boca ativo e talvez a proximidade com um feriado religioso possam ter fornecido a química certa para a mistura funcionar.

O filme retrata a origem criacionista da vida e mistura elementos fantásticos a trama. Temos um Noé invencível em campo de batalha, uma arca de proporções de fortaleza, anjos encarnados como golens e um povo caótico, bárbaro e liderado por arqui vilão típico dos filmes épicos. O “pecado” não está na mistura em si, afinal estamos falando de cinema ficcional, não de um documentário bíblico. Em certos momentos falta um pouco de conexão entre os fatos e você pode ficar um pouco confuso durante as mais de duas horas de exibição.

O maior ponto de divergência de opiniões foi a força com que Noé abraça o “fundamentalismo” de sua causa. Não é gradual e digamos, evolui tão drasticamente quanto seus cortes de cabelo.

Há momento de tensão absurda, que fazem você colar na poltrona. Há lutas épicas ao melhor estilo Senhor dos Anéis.

Em tempo, estou assistindo a renovada série Cosmos e não dá pra negar: existem pontos de retrospectiva onde o criacionismo tange o evolucionismo. Recomendo a todos uma passada por Cosmos, assim como recomendamos o filme. Não temos que gerar dúvidas sobre fé, pois não é este o ponto. Podemos ter sim discussões sobre como poderia ter sido, fora da linguagem figurada, a evolução a partir do ponto religioso.

Ao final de tudo, continua sendo a história de Noé, não é?

Noé (Noah)
EUA , 2014 – 138 minutos
Épico
Direção: Darren Aronofsky
Roteiro: Darren Aronofsky, Ari Handel
Elenco: Russell Crowe, Ray Winstone, Jennifer Connelly, Emma Watson, Anthony Hopkins, Logan Lerman, Douglas Booth

Nossa avaliação:
( _ ) Ruim pacas, devolva meu dinheiro!
( _ ) Regular, pode até esperar sair em DVD…
( X ) Bom, cumpriu o prometido sem pisar no tomate!
( _ ) Muito bom mesmo, valeu o ingresso!
( _ ) Modafoca!

<p>Dinheiro não traz felicidade… mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!</p>

Top