Loading

Malévola, concebida como bruxa, coisa-ruim, cria de capiroto, ocupava desde 1959 o porto de mais cruel e poderosa das vilãs da Disney. MAS… em 2010, surgiu a ideia de mudar isso… não criando outra vilã modafoca, mas fazendo uma releitura de sua história.

Aliás, releituras de histórias clássicas estão na moda: A Garota de Capuz Vermelho, João E Maria Caçadores de Bruxas, Bela e o Caçador, Jack e os Gigantes, Espelho Espelho Meu… todos buscando transformar os personagens clássicos em novos aventureiros, com estilo sombrio e épico. Nenhum deles, repetindo, nenhum deles sequer fez jus ao original, apresentando uma nova ideia que te faz realmente querer a mudança, que ela seja a nova leitura para aquele personagem.

Mais uma vez, assim como mostrado em Frozen, a Disney reforça o seu novo conceito de “amor verdadeiro”. Acabou a era “príncipe encantado”! Amor verdadeiro é família, seja entre irmãos como no caso Frozen, seja entre pseudo-fada-bruxa-madrinha e protegida. Pequeno spoiler: o beijo que tira a princesa do sono não do príncipe valentão que chega em cena e sim, daquela que zelou pela vida de Aurora do nascimento até os 16 anos, mesmo tendo ela mesma lançado a maldição. É amor de mãe, manifestado por uma espécie de madrasta.

Agradecimentos à Angelina Jolie, que encabeçou o projeto e o levou até o fim. Confesso que fui assistir ao filme com certas ressalvas e pouco me preparei, vendo trailers ou críticas antecipadas. Ela está excelente em seu papel, tanto que durante a produção, atrizes mirins que interpretariam Aurora com 4-5 anos, se assustavam com sua caracterização. Quem acabou assumindo este papel curtinho, foi sua própria filha. Saber disso fez toda diferença ao ver a cena e aumentou muito sua emoção.

Se a A Disney voltou a velha e boa forma com Frozen, 2014 é seu ano, agora no ramo live action, que fazia bem tempo que produzia algo relevante a este ponto. Voltando para Disney World um dia, farei questão de uma foto com a Maléfica, essa linda!

Malévola (Maleficent)
EUA , 2014 – 97 min – Fantasia
Direção: Robert Stromberg
Roteiro: Linda Woolverton
Elenco: Angelina Jolie, Michael Higgins, Sharlto Copley, Isobelle Molloy, Elle Fanning, Juno Temple, Imelda Staunton, Lesley Manville, Sam Riley

Nossa avaliação:
( _ ) Ruim pacas, devolva meu dinheiro!
( _ ) Regular, pode até esperar sair em DVD…
( _ ) Bom, cumpriu o prometido sem pisar no tomate!
( X ) Muito bom mesmo, valeu o ingresso!
( _ ) Modafoca!

<p>Dinheiro não traz felicidade… mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!</p>

Top