Lady Killer – Joëlle Jones

Sinopse Oficial: Josie Schuller é uma esposa dedicada, uma mãe amorosa e… uma assassina de aluguel. Ela é capaz de equilibrar os deveres de uma típica dona de casa norte-americana dos anos 1960 com uma porção de assassinatos a sangue-frio, até que um pequeno deslize faz com que seu chefe ameace aposentá-la de vez. Com texto afiado de Joëlle Jones em parceria com Jamie Rich, e ilustrações matadoras da própria Jones (trocadilhos 100% intencionais), Lady Killer: Graphic Novel é o mais novo lançamento da DarkSide Graphic Novel.

Sabe aquele gibizão, que quando começamos, não paramos por nada? A boa e velha aventura de espionagem, com uma roupagem atual, empoderada (sem ser panfletária) e sagaz, prendem a gente do começo ao fim.

Lady Killer começa com uma cena impactante: Josie, se apresentando como uma revendedora da Avon, entra disfarçada na casa de uma mulher ― sua mais nova vítima ― apenas para deixá-la sangrando no chão da cozinha algum tempo depois e… droga, a meia-calça dela acabou de rasgar. O quadrinho nos apresenta a uma heroína independente e corajosa que vive em um dos momentos mais transformadores da história norte-americana: a segunda onda do feminismo, um período de atividade em prol dos direitos das mulheres que começou nos Estados Unidos e se espalhou por diversos outros países ― e que fomentou discussões importantíssimas como a conscientização do uso de métodos anticoncepcionais, e o combate à violência física e ao assédio sexual tanto no lar quanto no ambiente de trabalho.

Lady Killer mescla ação, morbidez, sangue e humor, e seus diálogos ironizam muito do que se pensava sobre as mulheres na época, dentro e fora de casa. Ninguém faz ideia de que Josie leva uma vida dupla: seus vizinhos acham que ela é um doce de pessoa. E, bem, ela é. Exceto quando está em uma missão. O Sonho Americano de Josie e sua família está em perigo, mas será que isso é um problema tão grande assim?

Lugar de mulher definitivamente é nos quadrinhos. Joëlle Jones é uma ilustradora indicada ao Prêmio Eisner atualmente residente e trabalhando em Los Angeles, na Califórnia. Formada pelo PNCA em Portland, em Oregon, já trabalhou em diversos projetos. Atualmente, Joëlle é roteirista e ilustradora da revista mensal da Mulher-Gato, tendo encerrado sua participação em alguns quadrinhos do Batman, também da DC. Além disso, foi responsável pelo roteiro e arte da série “Lady Killer”, publicada pela Dark Horse Comics. A artista também já trabalhou ao lado da grife Prada, produzindo diversas peças para a marca, além de ter projetos diversificados ao lado de empresas como Marvel, Boom, Vertigo, Oni Press e o próprio The New York Times. Atualmente, Joëlle retomou o trabalho em sua própria HQ, “Lady Killer”, e assumiu alguns projetos pela DC Comics.

Lady Killer chega para os leitores brasileiros em uma edição realmente matadora, com capa dura e o tratamento especial. Para os leitores que comprarem diretamente do site da DarkSide (link logo abaixo), dependendo de quando seja, o brinde temático da vez é… um par de luvas amarelas! Sim, essas, de limpeza que compramos no mercado. Afinal, alguém que limpar essa bagunça…

Mais um título de respeito da DarkSide Graphic Novel direto para a sua coleção. E que coleção! Os leitores da DarkSide® Books já se perderam nos becos escuros de Berlim com Atômica, tiveram pesadelos com Floresta dos Medos e conjuraram um espírito traiçoeiro em Francis… e agora é hora de acompanhar Josie em uma história de espionagem, sobrevivência e muito girl power. Tudo isso enquanto ela cuida de suas duas filhas gêmeas, lida com uma sogra bisbilhoteira e faz malabarismos com uma missão que deu errado. Não cruze o caminho dela.

Jones é a primeira mulher a desenhar duas edições inteiras seguidas da HQ Batman, o que aconteceu durante a fase Renascimento DC. A quadrinista ganhou notoriedade em 2015 com a publicação de Lady Killer, quadrinho publicado pela Dark Horse Comics que desenhou e roteirizou ao lado de Jamie S. Rich. Desde então, a artista trabalhou em projetos para a Marvel em títulos como Feiticeira Escarlate, Ms. Marvel e Mulher-Aranha em uma história ligada a saga Aranhaverso. Em 2016 a DC Comics anunciou um contrato de exclusividade com Jones, que além de desenhar a revista do Homem-Morcego atualmente escreve e desenha a HQ da Mulher-Gato.

Vídeo incorporado

Joëlle Jones estará no Artists’ Alley todos os dias e participará das celebrações dos 80 anos do Batman, painéis e outras atividades a serem anunciadas. Então, se você está na dúvida de qual quadrinho levar para pegar seu autógrafo, Lady Killer é a nossa indicação!

Link para compra: https://www.darksidebooks.com.br/lady-killer-hq—drk-x/p

Título | Lady Killer: Graphic Novel
Autores | Joëlle Jones e Jamie S. Rich
Tradutora | Raquel Moritz
Editora | DarkSide®
Edição | 1a
Idioma | Português
Especificações | 144 páginas, capa dura (Limited Edition)
Dimensões | 17 x 26 cm



Fabio Camatari Escrito por:

Dinheiro não traz felicidade... mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!