Loading

Sinopse Oficial: Sozinho no mundo, Horácio nunca se conformou por não conhecer a sua mãe; então, decidiu procurá-la, numa aventura cheia de percalços e descobertas; do jeito que a vida é; Fabio Coala reinterpreta o clássico tiranossauro rex comedor de alface de Mauricio de Sousa de uma forma respeitosa e, ao mesmo tempo, ousada e emocionante.

Mais uma Graphic MSP chega às bancas e livrarias trazendo desta vez o intocado (até agora) dinossauro xodó de Maurício de Sousa – Horácio.
Confesso que o fato de um personagem tão icônico e tão delimitado por Maurício, me deixou com um nível de expectativa muito alto, mas não foi a edição que mais conversou comigo.

Trata-se de uma história de origem e do início de relação de Horácio com os demais personagens que o circundam ao longo dos anos.

Comparando esta edição com as demais, arrisco a dizer que é uma das que menos se arrisca, tanto na arte (muito competente e que combina 100% com o personagem) quanto no roteiro (aqui sim, mais conservador em 95% da trama).

A mensagem de fundo, ou “moral da história”, acaba ficando um pouco repetitiva. Entendo o esforço para fixar a mensagem, mas me pareceu demasiadamente expositiva. Poderia ser um pouco menos, talvez.

Ponto alto é o entrelaçamento da história que se passa no tempo atual com a trama jurássica de nosso amiguinho verde, inclusive explicando melhor o visual adotado pelo menino do início, com o gancho dado no final da conclusão.

Pode não a mais marcante das Graphic MSP, porém sua coleção não pode ficar sem ela.

Capa dura: 96 páginas
Editora: Panini; Edição: 1ª (20 de julho de 2018)
Idioma: Português

<p>Dinheiro não traz felicidade… mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!</p>

Top