Eu sou a Lenda – o Livro vs. o Filme

Eu sou a LendaSe não for um dos melhores filmes do ano, pelo menos tem uma das melhores histórias!

Baseado na obra I am Legend, de Richard Matheson em 1954, não é primeira (e provavelmente não a última) adaptação deste livro. Anteriormente tivemos: Mortos que matam (The Last Man on Earth, 1964), A Última Esperança Sobre a Terra (The Omega Man, 1971) e o atual, Eu Sou a Lenda (I Am Legend, 2007) – todos absolutamente distintos e representam o cinema de suas épocas.

Confesso que li primeiro o livro, recentemente relançado pela Editora Novo Século antes de ir aos cinemas. E valeu a pena, pois foram duas experiências interessantes.

A obra de Matheson é atemporal, isto é, pode ser ambientada em qualquer época, em qualquer lugar, quantas vezes for desejada. Trata da infecção da população por um vírus de “vampirismo”, onde ele seria o ultimo homem (conhecido) não infectado. Daí em diante, a história narra como Robert Neville sobreviveu, sozinho, até….. fazer contato! O mais impressionante é que em 1954, ano do livro, Matheson detalha como um ser tão mitológico quanto o vampiro, pode ser explicado de forma lógica e científica.

Já o filme traz uma roupagem blockbuster, afinal é assim que se ganha muito dinheiro hoje em dia. Mas não deixa a desejar. Apenas se baseia na história original, modificando o enredo, sem comprometer. Confesso que fui assistir ao filme com grandes expectativas e saí da sala do cinema com a impressão de que poderia ter pelo menos meia hora a mais de história.

Ambos não trazem finais felizes (pelo menos para Neville), porém o livro é mais apocalíptico e pessimista que o filme, que mostra Will Smith como herói. No livro, há uma certa reflexão sobre o comportamento do protagonista para com os infectados…

Eu sou a Lenda

No final das contas, Robert Neville do livro é uma lenda no sentido pejorativo, como se fosse um ser realmente extinto (ou a beira da extinção). Já o Dr. Neville, soldado e cientista, seria reconhecido como herói, no melhor sentido da palavra, um mártir.

Quer saber? Leia o Livro, veja o filme! Não irá se arrepender!

Nota sobre Richard Matheson: Seu trabalho inspirou vários outros autores notáveis. Escreveu episódios de Além da Imaginação (The Twilight Zone), Paladino do Oeste (Have Gun), Galeria do Terror (Night Gallery) e Jornada nas Estrelas (Star Trek)!



Fabio Camatari Escrito por:

Dinheiro não traz felicidade... mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!