Loading

Sinopse Oficial: Entre 1967 e 1974, Jim Henson e Jerry Juhl prepararam três versões de um roteiro para um longa-metragem chamado Conto de Areia. Enquanto trabalhava na última revisão do texto, Jim Henson começou a se envolver na produção de Vila Sésamo e O show dos Muppets, e abandonou o cinema experimental para se concentrar nos projetos que o tornaram um criador de renome mundial. O roteiro de Conto de Areia, o único longa-metragem que Henson nunca chegou a filmar, acabou nos arquivos da The Jim Henson Company. Contudo, graças à arte de Ramón K. Pérez (Wolverine e os X-Men, Gavião Arqueiro), a obra finalmente ganhou vida como uma graphic novel de impacto visual a altura do gênio que a concebeu. Ganhadora de três prêmios Eisner em 2012 (Melhor Álbum Gráfico, Melhor Desenhista e Melhor Design de Publicação), dois prêmios Harvey (Melhor Álbum e Melhor História) e do Joe Shuster Award. Também foi eleita melhor publicação do ano em 2012 pelos sites iFanboy e Comics Alliance.

Arte experimental, sonho em quadrinhos, surrealismo, mistério, absurdo… há varias maneiras de TENTAR definir o que realmente vem a ser esta graphic novel. A sensação que tive ao terminar de “ler” – entre aspas, por que na verdade temos pouquíssimo texto e uma narrativa visual abundante – foi ter dado uma volta completa em uma montanha russa. Impossível prever o que poderia vir na página a seguir, uma curva a direita, uma subida ou queda livre. Apesar o surrealismo de cada página, da falta de “lógica” para situações impossíveis, o roteiro possui uma e adaptá-lo em quadrinhos fez todo sentido.

Se fosse transposto para o cinema, talvez se aproximasse de algo como a experiência de Magnólia, com Tom Cruise. Você pode sair a rua e chover sapos (como em Magnólia), ser perseguido por jogadores de futebol americo e uma tribo árabe, ao mesmo tempo (como em Conto de Areia).

Conceber essa obra realmente demandaria uma capacidade incrível de unir arte e dinamismo. E conseguiram.

Os parabéns ao Pipoca e Nanquim por nos trazer uma obra desse calibre. Recomendo muitíssimo. O design gráfico ficou um “petardo”!

FICHA TÉCNICA

Editora Pipoca & Nanquim
Formato 20 x 27,5 cm
160 páginas coloridas
Capa dura com miolo em papel off set 120g/m2
Acabamento especial com relevo na capa, cantos arredondados e marca-página de – elástico.
Tradução do inglês por Marília Toledo
1ª edição – Março/2018.

<p>Dinheiro não traz felicidade… mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!</p>

Top