Beowulf – Santiago García & David Rubín

Você sabe quem foi Beowulf? Se você não é muito antenado em mitologia nórdica de uma forma geral, talvez você não conheça um dos maiores herói dela.

A lenda de Beowulf foi escrita aproximadamente no ano 1000 d.c, porém toda a sua fama era predecessora a essa data. Foi escrita em forma de poema épico e conta a história do herói de mesmo nome em suas aventuras, sendo a principal delas contra o terrível gigante Grendel.

Beowulf era sobrinho do rei Hygelac, que comandava o reino de Geats, hoje atualmente se localiza a Suécia Meridional.

Entre suas principais façanhas estão:

  • Nadar por 7 dias e 7 noites sem descanso para enfrentar os monstros marinhos que atacavam um país finlandês;
  • Ajudar a defender as terras de Hetware e após a defesa bem-sucedida, nadar até o seu barco, carregando quase 40 armaduras de todos os soldados que ele derrotou sozinho;
  • Enfrentar o gigante Grendel e posteriormente sua mãe;
  • Enfrentar um dragão que invadia o seu reino, quando já estava no fim de sua vida.

Todos esses embates são contados nesse poema épico, mas, de todas as façanhas, a de maior renome é, sem dúvida o embate contra o gigante Grendel e sua mãe, que foi tema da adaptação do filme de 2007 (A Lenda de Beowulf, leia aqui a crítica), feito em computação gráfica e que trazia como chamariz, Angelina Jolie.

Beowulf e o gigante Grendel
O rei da Dinamarca, Hrothegar sofria a mais de uma década com os ataques constantes do gigante Grendel. Sabendo disso, Beowulf reuniu 14 dos seus melhores marinheiros e foi até a Dinamarca em auxílio ao rei.

Chegando lá descobriu que a criatura por ser mágica, não poderia ser ferida por nenhuma arma. Sendo assim ele decidiu enfrentar a criatura de mãos limpas e completamente nu, fazendo uma emboscada para Grendel.

Assim quando ele atacou o castelo novamente, Beowulf já o esperava, ferindo mortalmente a criatura, que antes de morrer retornou a sua mãe.

A mãe de Grendel quis vingança e também atacou o castelo, em sua fuga foi seguida pelo herói, que invadiu sua caverna, a matou e ainda cortou a cabeça do gigante para levar como prova de que ele estava morto.

Beowulf como rei:
O herói retornou ao seu reino após as festas em comemoração a morte da criatura e sua mãe. Quando o menino rei morreu, Beowulf assumiu o trono do seu reino, governando o lugar por 50 anos.

Já quando velho, um dragão invadiu o seu reino. O herói mesmo fraco pela idade, enfrentou o dragão com a ajuda de outros soldados. Ele derrotou o dragão, mas foi ferido mortalmente, como o soldado Wigla foi o único a ficar ao seu lado até o final durante a batalha, Beowulf o nomeou como seu sucessor.

Assim termina a lenda de Beowulf.

Não se sabe se Beowulf realmente existiu e mesmo que tenha existido não se sabe precisar o que foi real e o que foi lenda criada em cima da história do herói.

Sobre a graphic novel Beowulf, que saiu pela editora Pipoca e Nanquim:

Santiago García e David Rubín uniram os seus talentos para recriar a lenda de BEOWULF, poema épico que, passado de geração a geração, perdura há mais de mil anos e tornou-se parte fundamental e um dos pilares da literatura inglesa, inspirando centenas de autores, entre os quais cabe destacar J. R. R. Tolkien e Neil Gaiman. BEOWULF narra a história de um herói escandinavo em terras que viriam a se tornar o que hoje conhecemos como Dinamarca e Suécia. Um terrível monstro chamado Grendel tem atacado o reino dos daneses por doze anos, devorando homens e mulheres, até que Beowulf chega para salvá-los, em busca de glória eterna para seu nome. García capta o tom e os detalhes mais importantes do milenar poema e entrega um roteiro impecável para o desenhista David Rubín brilhar com sua arte e narrativa poderosíssimas, provando ser um dos quadrinistas mais vigorosos desta geração. A dupla de espanhóis segue fielmente o argumento e a estrutura em três atos da história original, mas imprimem sua marca e a transformam em um quadrinho épico com perspectiva contemporânea. A edição da editora Pipoca & Nanquim traz a graphic novel completa acompanhada de textos extras, em grande formato (21 x 30 cm), capa dura com verniz localizado e papel couché colorido de alta gramatura.

Santiago García
Roteirista de quadrinhos que escreve sobre eles há mais de vinte anos. Formado em Jornalismo e em História da Arte, colaborou com a seção de Quadrinhos do ABCD las artes y las letras, o suplemento cultural do jornal ABC. Também fez parte da equipe fundadora das revistas especializadas U e Volumen e é autor do livro A Novela Gráfica (lançado no Brasil em 2012, pela Martins Fontes).

Como roteirista, colaborou com desenhistas como Pepo Pérez (El Vecino, 2004 – 2009), Manel Fontdevila (Tengo Hambre, 2005), Javier Peinado (La Tempestad, 2008), David Rubín (Beowulf, 2013) e Javier Olivares (El Extraño Caso del Doctor Jekyll y Mister Hyde, 2009; Las Meninas, 2014). Coordenou a antologia de quadrinhos Panorama: La Novela Gráfica Española Hoy (2013) e o compilado de ensaios Supercómic: Mutaciones de la Novela Gráfica Contemporânea (2013).

David Rubín
Estudou desenho gráfico e se lançou ao mundo dos quadrinhos, das animações e das ilustrações. Com sua primeira grande obra, El Circo del Desaliento (2005), foi nomeado Autor Revelação no Salão Internacional de Quadrinhos de Barcelona, em 2006. A graphic novel seguinte, La Tetería del Oso Malayo (2006), também causou furor e recebeu quatro indicações ao Salão Internacional de Barcelona, em 2007.

Já adaptou para os quadrinhos Romeo e Julieta (2008), de William Shakespeare, El Monte de las Animas (2009), do escritor espanhol Gustavo Adolfo Bécquer, e ilustrou a coleção de contos Solomon Kane (2010), de Robert E. Howard.

Suas principais obras no mercado europeu são El Héroe (2011 e 2012), sobre a saga dos doze trabalhos de Hércules, e a adaptação de Beowulf (2013).

Para o mercado norte-americano trabalhou em dois spin-offs de Bom de Briga (Battling Boy), de Paul Pope, em Black Hammer, com Jeff Lemire, e na série Ether, com Matt Kindt.

Em 2018 foi nomeado a quatro prêmios Eisner: Melhor Colorista, Melhor Desenhista, Melhor Série (Black Hammer) e Melhor Adaptação (Beowulf).

Link para compra: https://www.amazon.com.br/Beowulf-Exclusivo-Amazon-Santiago-Garc%C3%ADa/dp/8593695175

https://pipocaenanquim.com.br/produto/beowulf/

Formato 21 x 30 cm
204 páginas coloridas
Capa dura com verniz localizado



Fabio Camatari Escrito por:

Dinheiro não traz felicidade... mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!