Atômica: a Cidade mais Fria – o quadrinho e o filme

Sinopse OficialAtômica: A Cidade Mais Fria é uma HQ com os melhores ingredientes de uma boa história de espionagem: ritmo tenso e uma trama que pode mudar a cada momento — no underground de Berlim Oriental, nada é exatamente o que parece —, e inclui um levante popular, contra-espionagem, deserções que dão errado e assassinatos secretos. E o resultado foi tão bem recebido que Atômica já chegou ganhando o prêmio de melhor graphic novel pela Comixology, no ano em que foi publicada. Berlim, outubro de 1989.

O muro que dividiu a Alemanha está prestes a cair, feito uma peça de dominó que acabará derrubando também a União Soviética e a impenetrável Cortina de Ferro. A Guerra Fria parece chegar ao fim, mas o assassinato de um agente secreto inglês do MI6 com informações inestimáveis — uma lista que contém os nomes de todos os espiões que atuam em Berlim — deixa claro que os dois lados ainda têm muito o que esconder, como até hoje.

O destaque da graphic novel é o estilo sofisticado que os autores imprimem à história. Antony Johnston é o autor da premiada série de HQs Wasteland, roteirista do game Dead Space e escreveu para personagens como Wolverine e Demolidor. A arte é de Sam Hart, ilustrador inglês que mora no Brasil e tem no currículo quadrinhos como Juiz Dredd e Tropas Estelares. Atômica é para ler nos quadrinhos. Atômica é para ver no cinema. Atômica é para se perder nos becos escuros de uma Berlim que não se encontra nos livros de História.
Berlim, outubro de 1989. O muro que dividiu a Alemanha está prestes a cair, feito uma peça de dominó que acabará derrubando também a União Soviética e a impenetrável Cortina de Ferro. A Guerra Fria parece chegar ao fim, mas o assassinato de um agente secreto inglês do MI6 com informações inestimáveis — uma lista que contém os nomes de todos os espiões que atuam em Berlim — deixa claro que os dois lados ainda têm muito o que esconder, como até hoje. Mas, junto ao corpo, não se encontra lista alguma.

É nesse momento sombrio que entra em cena Lorraine Broughton, a veterana espiã fria e calculista vivida por Charlize Theron nos cinemas. E tudo começou nas páginas de ATÔMICA: A CIDADE MAIS FRIA, graphic novel escrita por Antony Johnston e ilustrada por Sam Hart que a DarkSide® Books segue publicando no Brasil.

Como um segredo precioso demais para ser mantido, ATÔMICA acabou parando nas mãos de Charlize Theron. Em pouco tempo, a atriz vencedora do Oscar comprou os direitos da graphic novel para adaptá-la junto com o diretor David Leitch (John Wick — De Volta ao Jogo, Deadpool 2).

O filme aborda a história de Antony Johnston com uma pegada diferente, incluindo doses extras de pancadaria e sexo. Quem sai ganhando é o público, que pode combinar duas narrativas que partem do mesmo ponto mas não se repetem. Ao contrário, se completam numa experiência inesquecível.

A equipe do diretor David Leitch aproveitou cada mínima oportunidade para transformar o que no papel e no nanquim é um thriller psicológico de espionagem realista em um dos longas de ação mais espetaculares desta década, movido a uma empolgante trilha sonora oitentista.

A trilha sonora aliás é um dos pontos altos do filme, contando com Cat People (Putting out Fire) de David Bowie; Major Tom (Völlig Losgelöst) de Peter Schilling; 99 Luftballons de Nena e Father Figure de George Michael, entre outras referências da época.
Link para o Spotify: https://open.spotify.com/playlist/0b8Kmrb7DardjZQPu5ddBV

Para se ter uma ideia das alterações de mídia, pode-se avaliar o momento mais comentado do filme: o plano sequência em que a oscarizada Charlize Theron demonstra uma capacidade invejável de desempenhar uma coreografia de luta, tiroteio e perseguição no trânsito. O que na tela dura intermináveis dez minutos, no papel não chega a consumir duas páginas.

Portanto, é preciso deixar o aviso: Atômica, o filme, é algo na linhagem das produções protagonizadas por Jason Bourne, John Wick e o James Bond de Daniel Craig. Já Atômica – A cidade mais fria é algo mais na linha dos livros de John Le Carré.

O elenco do filme é de primeiro escalão:

Charlize Theron como Lorraine Broughton
James McAvoy como David Percival
John Goodman como Emmett Kurzfeld
Til Schweiger como The Watchmaker
Eddie Marsan como Spyglass
Sofia Boutella como Delphine Lasalle
Toby Jones como Eric Gray
James Faulkner como Chefe C
Roland Møller como Aleksander Bremovych
Johannes Johansson como Bakhtin
Sam Hargrave como James Gasciogne
Bill Skarsgård como Merkel

Recomendamos a leitura, o filme e também a playlist divulgada pela Universal Studios para a plataforma Spotify, para tornar a experiência completa! Link no post para economizar seu tempo…

Link para a compra direto da loja da caveirinha: https://www.darksidebooks.com.br/atomica/p

Sobre os Autores:

Antony Johnston é o premiado escritor de revistas em quadrinhos, graphic novels, videogames e livros. Já frequentou a lista de mais vendidos do New York Times com títulos que incluem Wasteland, Demolidor, Dead Space, Julius e Frightening Curves. Também já adaptou livros do famoso romancista Anthony Horowitz, colaborou com a lenda dos quadrinhos Alan Moore em Neonomicon e Fashion Beast e reinventou Wolverine, o renomado personagem da Marvel Comics, para sua versão mangá. Suas obras já foram traduzidas para vários idiomas e tiveram seus direitos vendidos para o cinema. Ele mora e trabalha na Inglaterra. Saiba mais em antonyjohnston.com.

Sam Hart nasceu no Reino Unido e mora no Brasil. Trabalha com ilustrações para jornais e revistas, além de fazer storyboards para o mercado publicitário. Curte ficção histórica e mitos. Entre seus créditos como artista de quadrinhos estão Tropas Estelares, Juiz Dredd, Robin Hood: a Lenda de um Foragido e Excalibur: A Lenda do Rei Artur.

Por fim, Atômica (o filme) foi agraciado com a honra do prêmio Podcrast Awards 2018! Não conhece? Clique aqui e entenda a premiação! http://podcrastinadores.com.br/podcrastinadores-s06e02-podcrast-awards-2018/



Fabio Camatari Escrito por:

Dinheiro não traz felicidade... mas compra quadrinhos, que é quase a mesma coisa!